• Marco A. S. Souza

Integrando seu negócio a marketplaces e apps de entrega.

Atualizado: Abr 1

Em 2020, vender online é mais que realidade, é quase uma obrigação por parte dos lojistas de diversos setores. Seus clientes (principalmente das gerações Y e Z) estão cada vez mais procurando satisfazer suas necessidades sem visitar lojas físicas, salvas raras exceções.





Como tornar meu negócio digital?

Não é muito caro?

Não precisarei contratar muita gente pra trabalhar nessa operação?


São algumas das perguntas feitas por lojistas frente a essa questão, pois para a maioria deles ainda é um desafio muito grande encarar os meios digitais como forma de negócio.

Com esse artigo, pretendemos dar algumas dicas poderosas de como dar o start nessa nova fase digital em sua empresa.



Marketplaces são fortes aliados da praticidade


Só de imaginar toda burocracia envolvida em ter no próprio site uma loja virtual, integrar meios de pagamento, estoque, logística... dá um trabalhão!


Nesse quesito, marketplaces podem ser a solução para encurtar caminhos e tornar a operação mais fluída.


Um marketplace é um site que em suma não é do lojista, mas sim um grande mercado que abriga diversos comerciantes. Imagine um shopping center, onde apesar de você não ser dono do empreendimento, aluga um espaço para expor seus produtos. Você toma proveito do alto movimento de pessoas dentro desse shopping, sabendo que muitas delas comprarão na sua loja. Os marketplaces funcionam da mesma forma, você expõe seus produtos na plataforma e toma proveito do alto fluxo de pessoas que a acessam, se preocupando apenas em faturar e despachar a mercadoria. É claro que como "proprietários do shopping" os marketplaces ficam com uma fatia de lucro, mas dependendo do quanto você gastaria em campanhas no Google para sua própria loja virtual, esses valores podem ser considerados minúsculos.



Aplicativos de Entrega: O marketplace do ramo de alimentação


Chegamos a feliz realidade de usar o celular para pedir aquela pizza no sábado à noite, pagar pelo próprio app, acompanhar em tempo real o entregador em seu trajeto e avaliar a qualidade do serviço logo após usá-lo, tudo sem sair de casa e nem ter de conversar com ninguém pra isso. Poucos cliques na tela são o suficiente.


Os aplicativos de entrega vieram pra ficar e já são hoje grandes aliados estratégicos de pequenos comerciantes do setor de alimentação. Não é necessário, por exemplo, que o Joseph, dono de uma pequena cantina de São Paulo contrate telefonistas e entregadores. Ele pode se concentrar em fazer os melhores pratos e deixar tarefas secundárias ao negócio a cargo dessas outras empresas que o ajudam. Ahh, também é importante dizer que a exemplo dos marketplaces toda publicidade fica a cargo dos apps, porém, claro, taxas de serviço também são cobradas do lojista.



Podemos te ajudar a dar esse passo


A Manchester Automação atua há mais de 30 anos na região de Sorocaba, conhece o comércio local como poucos. Nós também passamos pelo desafio do comércio eletrônico e hoje em dia tratamos do assunto com muita desenvoltura.


Nossas soluções para o varejo integram-se aos principais marketplaces, como o pioneiro no Brasil, Mercado Livre. Também possuímos soluções para o setor de alimentação, que utilizam apps como iFood para expor seus pratos e gerenciar suas entregas.


Conte conosco, estamos prontos para te ajudar a crescer!

65 visualizações