• Marco A. S. Souza

6 Erros que você não pode cometer com suas vendas



De repente o rendimento das suas vendas começa a diminuir. Incialmente pensará que é algo com mercado, ou influência de alguma nova política econômica. Mas, o problema perdura e prejuízos começam a sondar suas contas. Isso é indício que suas estratégias de vendas estão erradas, e precisam urgente ser corrigidas.

Vamos te apresentar nesse texto 6 dos erros mais comuns que os empreendedores cometem, e que comprometem o faturamento de suas empresas.


1 – Vendas robóticas


Sabe aquelas vendas que seguem um roteiro? São artificiais demais, e terminam sendo tediosas aos clientes, e em algumas situações até ridículas. Verifique esse comportamento em seus vendedores, e veja a reação dos clientes quando são confrontados com vendas roteirizadas.


A sua empresa precisa de um padrão de vendas sem dúvida alguma, isto não quer dizer que seu vendedor precisa decorar uma cartilha, e repetir palavra por palavra, sem ao menos respirar no momento de fechar uma venda. O bom vendedor deve usar sua experiência e adequá-la aos objetivos da empresa, não ser apenas um mero reprodutor.


2 – Ignorar a opinião do cliente


As grandes empresas hoje correm atrás de saber os anseios de seus clientes. É a partir desses desejos que montam estratégias de marketing e vendas para alcançar bons números. Não existe mais o produto que se vende sozinho, atualmente o produto se encaixa no que o consumidor procura. Essa premissa vale não apenas para mercadorias, mas também, para prestações de serviços.


Nesse contexto, quem ignorar a opinião do cliente não terá muito espaço, e certamente terá suas vendas reduzidas. Buscar formas de pesquisar e de se aproximar do consumidor é uma boa saída para entender os hábitos do seu público.

– Confira o estudo de público: Geração Z


3 – Falta de qualificação dos funcionários


Como vimos acima, a venda robótica é um problema que pode ser uma má orientação da empresa, ou um profissional com baixa capacitação. Quando o empreendedor enxerga que sua equipe de vendas é o elo fraco no processo, existem duas opções: demissão ou qualificação.


A demissão é sempre indicada para funcionários que não estão mais dispostos a vestir a camisa da empresa. Já aqueles que só precisam de um empurrãozinho para produzir mais, vale investir. Então faça essas avaliações, e treine sua equipe. Os resultados são vistos em curto prazo. Fique de olho nos melhores funcionários.


4 – O contato insistente


Empresas que trabalham com vendas corporativas precisam ter bom senso na oferta de seus produtos, ou seja, vendedores insistentes afastam os bons compradores. Então, é preciso criar um certo padrão de atendimento para essas situações. Ligue hoje, e caso não feche a venda, tente depois de 15 dias (no mínimo). Quem insiste em ligar todos os dias, tornará a situação inconveniente demais, e possivelmente perderá o cliente.


5 – Falta de investimentos


Empresas imaginam que por ter um bom fluxo de vendas não precisam mexer em suas rotinas. Mas, até quando a maré estará a seu favor? O produto ou prestação de serviço não evolui?


Investir sempre será um dos pontos que constarão para responder tais questões. Vimos o quanto é importante apostar na capacitação dos funcionários, porém, não limite seus investimentos apenas a isto. Precisará rever sua infraestrutura e ir atrás de tecnologia para melhorar a dinâmica de suas vendas.


Empresas varejistas e atacadista, por exemplo, buscam cada vez mais esses avanços, e empregam etiquetas eletrônicas, coletores de dados para ajudar na contagem de produtos e outras técnicas que podem agilizar e controlar suas vendas.


6 – A falta de gestão empresarial


Um dos grandes equívocos que sua empresa comete nas vendas é estrutural: a falta de organização dos processos administrativos. Como isso acontece? Ora, basta a falta de controle na entrada e saída de mercadorias no estoque para comprometer qualquer estratégia nas vendas. Imagine deixar de receber o valor de uma fatura, por que o boleto não foi emitido?


São erros dentro das rotinas administrativas que existem, e às vezes são deixadas de lado, mas no final tudo desanda, inclusive as vendas.


Para eliminar esse erro, muitas empresas adotam softwares de gestão empresarial online, são ferramentas que garantem agilidade e eficiência no controle dos setores fundamentais da empresa: vendas, financeiro, estoque, além do controle dos cadastros de clientes, fornecedores e funcionários. Esse sistema de gestão online tem interface simples, e o manuseio é rapidamente assimilado pelos funcionários.

0 visualização